artes visuais

Um corpo que falta : vestígios de ação a partir de um processo curatorial (DISSERTAÇÃO)

Dissertação de mestrado disponível em no link.

RESUMO

A presente pesquisa propõe uma investigação sobre a complexidade do campo da curadoria a partir de uma busca pelo seu modo de operação em acordo com a noção de “dispositivo curatorial”, proposto pelo filósofo Michel Foucault. Dessa forma, o que se propõe para a discussão, é o modo como a curadoria opera por meio de um mecanismo controlador e emissor de discursividades para uma comunidade. A partir dessas questões, é elaborada a exposição coletiva intitulada Um corpo que falta, que aborda a temática da representação sobre a ausência e a violência em trabalhos caracterizados como “vestígios de ação”. Todo o processo prático das negociações, diálogos com artistas, expografia e visitas em ateliês é descrito e documentado como metodologias imprescindíveis e determinantes para constituição do projeto. Desse modo, a curadoria é compreendida dentro de um campo poético que conecta tanto questões teóricas, quanto práticas, colocando os elementos burocráticos e cotidianos como aspectos determinantes para a constituição de certa discursividade. Para auxiliar nas discussões sobre a prática da curadoria, foi-me dada a oportunidade de trabalhar conjuntamente com o MAV-Unicamp (Museu de Artes Visuais da Unicamp), a organização de um ciclo de 3 webinários com convidados/as dos quais puderam versar sobre pontos específicos de seu campo, auxiliando nas reflexões e nas pautas levantadas pela pesquisa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s